miettes


.: Entramos no clima da copa e fizemos um bolão na família.  – Entre Dinamarca e Camarões, Tida*, quem você acha que ganha? – Camarões. – Qual placar? – Um a um. – Mas aí é empate, Tida. – Huumm – …  – Então põe dois a um pra Dinamarca.

E ela acertou. E está na ponta da nossa tabela, senhoras e senhores.

*Tida é a avó

.: Eu comentei no twitter. Minha tuitada preferida até hoje é essa: @dooart: conheci uma menina no onibus ela foi o amor da minha vinda
Tão delicado.

.: Esse tuite me lembra, aliás, a história de uma boa cantada que morreu na praia. Um amigo meu se apaixonou por uma menina que viu passar na faculdade onde ele trabalhava. Sondou, observou, se aproximou, puxou papo. Começaram a trocar emails. Ele, todo derretido, escrevia uns bonitinhos, mansos, pra ver qual é que era a dela.
Aí um dia ele comprou uma maçã vermelha, perfumada, daquelas perfeitas. E escreveu-lhe.

amanda*

nossas conversas são sempre breves demais,
antes, usando disfarce de burocrata….
e sempre roubando tempo do trabalho,
pra te ouvir,
……………………..ou só pra te ver,

agora,  me deu vontade de te dar uma maçã vermelha.

L.

Só que a boba viu nisso uma referência à Eva, à opressão e subjugação da igreja sobre “o feminino”. Ficou bem brava, recusou a maçã, cortou o flerte. Tem gente que quando envereda por um caminho, volta nunca mais :.

*Ele descobriu que amanda significa aquela que deve ser amada. Imagina só.

Anúncios

2 Respostas

  1. Ai, que menina boba. Deve ser dessas feministas de ocasião, quem lêem livros da Simone Beauvoir comprados em sebo e não entendem nada de coisa alguma. Sorte dele que se livrou de uma chata. Já imaginou as DMs que essa tal de Amanda poderia protagonizar? *deusnoslivre :))

    • oi, querida :)

      eu já esbarrei com outras “amandas” e houve um tempo em que eu as considerava pessoas de mau caráter. claro que dependendo da maneira como vc interage com outros vc pode, sim, se portar como uma canalha, mas nesse caso específico da amanda, hoje, eu só acho que ela é, ou era, limitadinha. porque se apoiar em um grupo restrito de códigos para interpretar todas as manifestações, todas as falas, é como colocar uma bitola e sair por aí dando coices.
      mas vc tem razão, sorte do meu amigo. ele achou a mesma coisa, na época. tocou em frente e foi bem feliz com outras meninas (as que quiseram ser felizes com ele também) =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s